Citrus Research & Technology
https://citrusrt.ccsm.br/article/doi/10.4322/crt.ICC098
Citrus Research & Technology
Article

Preliminary investigation of alkaline and acidic electrolysed water to control Penicillium species of citrus  

Avaliação preliminar do uso de água eletrolisada acidificada e alcalina para o controle de espécies Penicillium em citros

Ahmed Hussien, Alhaythm Al-Essaw , Mohssen Abo Rehab & Khamis Youssef

Downloads: 0
Views: 1061

Abstract

Penicillium species can cause massive losses for high value crop like citrus. Electrolysed water was proposed as alternative treatment to chlorine compounds and fungicides. The effect of incubating spore suspension of three Penicillium spp. (P. digitatum, P. italicum, P. ulaiense) with acidic (acEW) and alkaline (alEW) electrolysed water was assessed. The effect of those treatments against artificially inoculated orange fruit was also investigated. The electrolysed water was produced by PE-1 water ionizer machine that use only naturally present salts in tap water and allows the user to choose between different levels of electrolysing. Five titanium-platinum coated plates were used for the electrolysing process, and the system had separation barrier between anode and cathode compartments to produce two types of electrolysed water. acEW and alEW physical/chemical characteristics were measured and studied in relation to inactivation of three Penicillium spp. units. Results revealed weak correlation between free chlorine, Oxidation/Reduction Potential (ORP) and pH against the strength of sanitization tested as colony forming units when using alEW. While free chlorine in acEW has obvious correlation with strength of biocidal effect, followed by ORP then pH. The higher levels in acEW and alEW showed the strongest biocidal effect on Penicillium spp. When using the optimum level of electrolysing, acEW achieved higher inhibition for P. digitatum, P. italicum and P. ulaiense. The percentage of reduction of decay incidence due to alEW was 20, 20 and 27% for green, blue and whisker moulds, respectively. In case of acEW, the percentage of reduction was 27, 33 and 33% for green, blue and whisker moulds, respectively as compared to water control. The results support the usefulness of electrolysed water in pathogen inactivation, but further experiments using amended salt solutions are needed to improve the biocidal effect of electrolysing.

Keywords

electrolysed water, green mould, blue mould and whisker mould.

Resumo

As espécies de Penicillium podem causar perdas maciças para culturas de alto valor como citros. A água eletrolisada foi proposta como tratamento alternativo para compostos de cloro e fungicidas. O efeito da incubação da suspensão de esporos de três espécies de Penicillium spp. (P. digitatum, P. italicum, P. ulaiense) com água eletrolisada acidificada (AEAc) e alcalina (AEAl). O efeito desses tratamentos contra frutos de laranja inoculados artificialmente também foi investigado. A água eletrolisada foi produzida por uma máquina ionizadora de água PE-1 que usa apenas sais presentes naturalmente na água da torneira e permite ao usuário escolher entre diferentes níveis eletrolíticos. Foram utilizadas cinco placas revestidas com titânio e platina para o processo de eletrólise, e o sistema apresenta barreira de separação entre compartimentos de ânodo e cátodo para produzir dois tipos de água eletrolisada. As características físicas/químicas de AEAc e AEAl foram medidas e estudadas em relação à inativação unidades reprodutivas de três espécies de Penicillium spp.. Os resultados revelaram uma fraca correlação entre o cloro livre, o Potencial de Óxido-Redução (POR) e o pH contra a resistência à sanitização testada sobre a unidades formadoras de colônias ao usar AEAl. Enaqunato que o cloro livre em AEAc mostrou uma correlação óbvia com a força do efeito biocida, seguido de ORP e pH. Os níveis mais altos de AEAc e AEAl mostraram o efeito biocida mais forte em Penicillium spp. Ao usar o nível ótimo de eletrólise, o AEAc obteve uma inibição maior para P. digitatum, P. italicum e P. ulaiense. A porcentagem de redução da incidência de podridão com o uso de AEAl foi de 20, 20 e 27% para os bolores verde, azul e bigode, respectivamente. No caso de AEAc, a porcentagem de redução de incidência da doença foi de 27, 33 e 33% para os bolores verde, azul e bigode, respectivamente, em comparação com o controle (só com água). Os resultados mostram o potencial da utilização da água eletrolisada para inativação do fitopatógeno, porém, outros ensaios, utilizando soluções de sais modificadas, são necessárias para melhorar o efeito biocida da eletrólise. T

Palavras-chave

 água eletrolisada, bolor verde, bolor azul e bolor de aspecto bigode.
5a3cf3df0e8825357750a573 citrusrt Articles
Links & Downloads

Citrus R&T

Share this page
Page Sections